Cabo Verde com menor taxa de infecção por HIV


Praia – Cabo Verde é o país de África com menos casos novos de infecção por HIV, segundo dados relativos à prevalência da doença, que confirmam uma taxa de 0,8%.

Estes dados foram revelados na véspera do Dia Mundial da Luta contra a Sida, 1 de Dezembro, este ano assinalado sobe o lema «Objectivo zero: zero nova infecção pelo VIH, zero discriminação, zero morte ligada à SIDA».

Segundo informações do Ministério da Saúde, estes dados só foram possíveis devido às actividades da luta contra a Sida que assentam em eixos universais de prevenção, acesso ao tratamento, criação de um ambiente jurídico favorável e garantia de cuidados psico-sociais das pessoas infectadas e as respectivas famílias.

O Plano Estratégico de Luta contra a sida para 2011-2015, adoptado esta terça-feira, 29 de Novembro, na Cidade da Praia, prevê um trabalho mais acentuado na prevenção dos grupos mais vulneráveis e com comportamentos de risco como profissionais do sexo e consumidores de droga.

O Secretário Executivo do Comité de Coordenação de Combate à SIDA (CCS-SIDA), José António dos Reis, pontua que, pela primeira vez, vai ter início um trabalho de despistagem e seguimento dos homossexuais, «que é um grupo do qual não temos quase nenhuma informação em Cabo Verde».

Reconheceu, entretanto, que há um aumento de novos casos em alguns sub-grupos, como profissionais do sexo e dos usuários de droga.

José António dos Reis confirmou que a taxa de prevalência da sida na população em geral é de 0,8%, sendo que nas grávidas se regista uma percentagem de 0,5%, nos profissionais de sexo de 5,3% e nos consumidores de drogas de 3,6%. O número de casos acumulados até 2010 é de 3.299, com 727 óbitos.

O terceiro Plano Estratégico de Luta contra a Sida já tem financiamento garantido do Fundo Global, de 8,9 milhões de euros, que representam cerca de 80% do total orçamentado.

Os restantes 20%, segundo José António dos Reis, deverão ser conseguidos junto de parceiros internacionais.

Segundo dados do Ministério da Saúde, em 2009, existiam 2.600 seropositivos. Desse total, 1.029 estão a ser acompanhados pelas estruturas de saúde enquanto 405 são atendidos no programa de tratamento com anti-retroviral.

(c) PNN Portuguese News Network

Jornal Digital – 03.12.2011

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

  • Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

    Junte-se a 24 outros seguidores

%d bloggers like this: