ONU lança apelo de ação para ajuda humanitária em reunião mundial


Pedido ocorre na véspera de encontro global para avaliação da assistência prestada e criação de nova agenda do desenvolvimento sustentável.

 Reunião sobre ajuda começa nesta terça

O Grupo de Desenvolvimento da ONU lançou, nesta segunda-feira, um apelo à ação. Ao todo, fazem parte do grupo 32 fundos, programas, agências, departamentos e escritórios com papel importante na área do desenvolvimento.

Este apelo é lançado na véspera do Quarto Fórum de Alto Nível sobre a Eficácia da Ajuda, que decorre na terça-feira, dia 29, em Busan, na Coreia do Sul. O evento visa avaliar o impacto e a eficácia da ajuda humanitária prestada e traçar uma nova agenda do desenvolvimento sustentável.

Participantes

Na lista de participantes da reunião global vão estar mais de 2 mil delegados representantes de agências humanitárias e de departamentos de planeamento do mundo desenvolvido, organizações internacionais, membros da sociedade civil, fundações do setor privado e novos doadores.

De acordo com o comunicado do apelo, numa altura de conjuntura crítica, os países em desenvolvimento têm expetativas neste Fórum global, que “veem como parte da solução aos desafios que enfrentam”.

Soluções que podem passar pela redução das vulnerabilidades dos mais pobres a acontecimentos dramáticos; pelo aumento da sua resistência e pela realização de um crescimento equitativo e sustentável através do apoio humanitário.

Conjuntura crítica

O mundo já tem mais de sete mil milhões de habitantes, dos quais mil milhões vivem em condições de pobreza extrema e fome crónica.

Uma realidade que se agrava todos os dias com a inflação dos preços do combustível e dos alimentos, os desastres naturais – incluindo os associados ao clima, e os frequentes conflitos armados.

Só no Corno de Africa, 13 milhões de pessoas sofrem com a fome e as secas e necessitam com urgência de ajuda humanitária e de desenvolvimento.

A crise económica mundial ameaça a estabilidade financeira mesmo dos países mais ricos.

A solução a estes problemas passa por alguns pontos enunciados no documento do grupo da ONU, como, por exemplo: a eliminação da diferença de género, o salvamento de vidas através de melhores cuidados médicos, programas de nutrição e esforços de erradicação da fome; e a construção de um futuro melhor com o investimento na educação e formação de jovens.

Susete Sampaio/Rádio ONU em Lyon – 28.11.2011

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

  • Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

    Junte-se a 24 outros seguidores

%d bloggers like this: