África: Cepa rara do vírus pode estar a proliferar


Médicos franceses disseram que uma cepa rara do vírus da SIDA, que estava presente num número reduzido de cidadãos dos Camarões, parece existir noutros países de África.
As conclusões baseiam-se no caso de um homem de 57 anos portador do vírus do grupo N que está internado em França desde Janeiro. 
Ao traçar o histórico sexual do paciente, os médicos concluíram que ele, provavelmente, foi infectado durante uma viagem que fez ao Togo. Isso sugere que o vírus do grupo N já não está limitado às fronteiras dos Camarões.
Existem dois tipos de vírus da SIDA. O maioritário é o HIV-1, enquanto o HIV-2 é pouco frequente.  O HIV-1 divide-se em subtipos M, que provocou a pandemia mundial, O, N e P.
O subtipo N foi identificado, pela primeira vez, numa mulher, em 1998, também nos Camarões.  O estudo foi feito pelo professor François Simon, do hospital parisiense Saint-Louis, e pelo Centro Nacional de Referência do VIH em Rouen (oeste da França).
Jornal de Angola – 28.11.2011

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

  • Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

    Junte-se a 24 outros seguidores

%d bloggers like this: