Sida afecta mais mulheres rurais em Angola


A directora do Instituto Nacional de Luta contra o Sida em Angola, Dulcelina Serrano, deu a conhecer que, naquele país africano, o maior número de infectados pelo vírus da Sida é de mulheres, principalmente aquelas que vivem em zonas rurais.

Dulcelina Serrano referiu que a falta de escolaridade e de conhecimentos por parte das mulheres contribui para a propagação da doença no país.

A directora do Instituto Nacional de Luta contra o Sida, que falava no primeiro congresso sobre Ciências de Saúde da Multiperfil, afirmou que um estudo realizado pelo Instituto Nacional de Luta contra o Sida constatou que 40 por cento das mulheres das zonas rurais têm conhecimento da patologia e que 60 por cento a desconhecem e não acreditam na existência do vírus.

“A maior parte da população, principalmente as mulheres, desconhece a doença e acredita que está relacionada com feitiço ou qualquer doença curável. O maior número é detectado nas mulheres de militares”, disse a médica.

Dulcelina Serrano salientou que mais de 50 por cento da população, em particular as mulheres, desvalorizam qualquer tipo de prevenção e acreditam na inexistência do HIV/Sida.

Jornal de Angola – 07.11.2011

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

  • Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

    Junte-se a 24 outros seguidores

%d bloggers like this: