Angola: Portadores de VIH poderão chegar os 27 mil


A directora geral do Instituto Nacional de Luta Contra a Sida (INLCS), Ducelina Serrano, revelou que se regista um aumento médio anual de 1.637 novos portadores do VIH, sendo que este número pode traduzir-se em 27.000 novos casos nos próximos cinco anos.

Estes números resultam das estimativas obtidas com os dados de rotina, na sequencia da expansão dos serviços de diagnósticos e tratamento da epidemia.

A informação consta no resumo do tema “Evolução da epidemia do VIH em Angola”, proferido pela mais alta responsável do INLS, publicado na Revista de Ciências Médicas, em alusão ao 1º Congresso de Ciências da Saúde da Clínica Multiperfil.

“Apesar de fazer fronteira com dois países de alta prevalência do VIH (Namíbia – 20%0 e Zâmbia – 17%) e de estar localizada perto de países onde há maior prevalência da epidemia, Angola tem vindo a experimentar uma epidemia relativamente limitada (…)”, lê-se na revista.

Com base nos dados de estudos nacionais realizados em mulheres grávidas em consulta pré-natal de 2004 a 2009, as estimativas de prevalência do vírus em adultos (15 – 49 anos) a nível nacional apontam para 1,98 por cento, neste último ano.

Por seu turno, os especialistas Reinaldo Capote, Maria Delahanty e Filomena da Costa, do Hospital Central de Benguela e da Clínica Multiperfil, respectivamente, também se debruçaram sobre a epidemia.

Segundo o estudo realizado em mil 139 pacientes adultos, com o diagnóstico da infecção por VIH/Sida, durante o período compreendido de Julho de 2001 a Dezembro de 2005, na clínica, os doentes vão à consulta com uma notável deterioração do sistema imunitário, com sintomas e complicações que permitem o diagnóstico clínico só com o interrogatório e um adequado exame físico.

“(…)A resposta ao tratamento com esquemas clássicos de anti-retrovirais foi favorável em 77,9 por cento dos casos. O impacto ao tratamento foi manifestado pela redução da incidência das principais doenças oportunistas, pelo que se justifica iniciar tratamento com esquemas de primeira eleição pela boa resposta terapeuta aos mesmos”, diz o estudo que foi apresentado em Congresso.

O evento, que termina hoje, sexta-feira, 4, teve a duração de cinco dias e decorreu no Centro de Convenções de Talatona, tendo ficado marcado com a realização de cursos pré-congresso, subordinado aos temas “Mortalidade materno infantil, grandes endemias, diabetes e hipertensão arterial”.

De acordo com informações a que Servelina Senalto, directora da ONG Kimbo Liombembwa.

O PAÍS teve acesso, o encontro teve como principal objectivo contribuir para a actualização dos profissionais de enfermagem que actuam nos serviços de saúde reprodutiva e assegurar a assistência universal a gestantes com VIH positivo.

A epidemia da sida mereceu uma atenção especial da parte dos organizadores do evento, visto que foram também analisados temas como apresentação da nova abordagem do programa PTV e Sida em Angola, Terapia Anti-Retroviral na prevenção da transmissão vertical do VIH, os seus efeitos, protocolo para avaliação e seguimento de enfermagem para gestantes e manifestações clínicas (sinais e sintomas de infecções oportunistas).

Os pré-cursos tiveram como o público-alvo enfermeiros da área de cuidados pré-natal e pós parto, entre outros. Num amplo espaço de debate, distribuído por diferentes painéis, ao longo de cinco dias, especialistas da área de saúde debateram as múltiplas experiências, as novas tecnologias e as diferentes realidades do estado da saúde em Angola.

O congresso ofereceu aos participantes 37 cursos de pré–congresso, 57 palestras e 24 temas livres com a participação de especialistas. Foi realizado em substituição das jornadas científicas que a instituição realizou nos últimos três anos.

A Clínica Multiperfil surgiu para formar e disseminar conhecimentos, razão pela qual anualmente realizapalestras e cursos deste tipo. Este ano o hospital realizou o curso de capacitação para enfermeiros suporte básico de vida pela terceira vez, com a participação de representantes de vários centros de saúde e universidades.

O País – 07.11.2011

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

  • Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

    Junte-se a 24 outros seguidores

%d bloggers like this: