Cientistas Descobrem Maneira de ‘Desarmar’ o Vírus da SIDA


Investigadores Americanos e Europeus alegaram ter descoberto um modo de evitar que o HIV danifique o sistema imunitário, possivelmente abrindo uma nova via para o desenvolvimento de uma vacina para a SIDA.
Os cientistas, liderados por Adriano Boasso do Imperial College of London, descobriram que o ataque do HIV ao sistema imunitário é impedido se o colesterol for removido da membrana do vírus. Apesar de a infeção com HIV desencadear uma resposta imediata pelo sistema imunitário inato, alguns cientistas defendem que esta resposta é uma reação ampliada que desperta a linha seguinte de defesa do organismo, a resposta imunitária adaptativa.
Uma vez removido o colesterol da membrana do vírus, ‘É como um exército que perdeu as suas armas, mas que ainda tem bandeiras, o que possibilita que outro exército o reconheça e ataque’, disse Boasso.
“O HIV é muito sorrateiro”, prosseguiu Boasso. “Invade as defesas do hospedeiro, desencadeando respostas ampliadas que danificam o sistema imunitário. É como acelerar com o carro em primeira durante muito tempo, eventualmente o motor estraga-se.”
Segundo Boasse, este pode ser o motivo pelo qual a busca por uma vacina para a SIDA se tem revelado tão incómoda. “A maioria das vacinas prepara as respostas adaptativas para reconhecer o invasor, mas é difícil que isto funcione se o vírus desencadear outros mecanismos que enfraquecem a resposta adaptativa.”
O HIV adquire a sua membrana a partir da célula que infeta, escreveram os autores. O colesterol na membrana ajuda a que ela fique fluida e capaz de interagir com certos tipos de células. Células imunitárias designadas por células dendríticas plasmocitóides (CDps) normalmente reconhecem o HIV e rapidamente produzem moléculas de sinalização, ou interferões. Estes activam diversos processos que, embora numa fase inicial sejam úteis, danificam o sistema imunitário se se mantiverem ativados durante demasiado tempo.
A equipa descobriu que, se o colesterol for removido do envelope do HIV, as CDps não são activadas, deixando as células T livres para montar uma resposta adaptativa e combater o vírus mais eficazmente.
 
O estudo, “Over-Activation of Plasmacytoid Dendritic Cell Inhibits Anti-Viral T-Cell Responses: A Model for HIV Immunopathogenesis,” foi publicado no Blood (2011; doi:10.1182/blood-2011-03-344218).
 
Tradução: Joana Silva/AidsPortugal
Kate Kelland/Reuters -19.09.2011
Comments
One Response to “Cientistas Descobrem Maneira de ‘Desarmar’ o Vírus da SIDA”
Trackbacks
Check out what others are saying...


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

  • Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

    Junte-se a 24 outros seguidores

%d bloggers like this: