Moçambique: Ajuda domiciliar a pessoas com HIV está a desaparecer em Maputo


Apesar de ser a capital e uma das cidades mais afetadas pelo HIV (16.8%) no País, Maputo está a perder muitas organizações comunitárias que prestam serviços domiciliários voluntários às pessoas com Sida. Segundo o Núcleo Provincial de Combate ao Sida (NPCS) da cidade, apenas oito grupos fazem este tipo de actividade, sendo que numa altura chegou a 400 grupos.

De acordo com um documento do NPCS de Maputo, a extinção dessas organizações se deve ao facto dos núcleos provinciais de combate ao Sida terem introduzido a partir de 2010 novos métodos de acesso aos fundos, baseados em resultados concretos em áreas de intervenção descritas como prioritárias pelo Governo.

Samuel Quive, coordenador do NPCS de Maputo, reconhece a gravidade. Numa reunião de balanço das actividades realizadas de Janeiro a Setembro deste ano, Quive disse que o Conselho Nacional de Combate ao Sida está em busca de solucionar esta problemática.

Maputo tem quase 54 mil pessoas terapia antiretroviral, sendo cerca de 5 mil crianças.

Ricardo Machava/Agência Sida – 01.11.2011

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

  • Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

    Junte-se a 24 outros seguidores

%d bloggers like this: