Movimento de luta contra a aids prepara monitoramento das metas estabelecidas pelo Brasil na ONU


A sociedade civil organizada quer monitorar as metas estabelecidas pelo Governo brasileiro nas Nações Unidas contra a epidemia de aids até 2015. Nos dias 23 e 24 de outubro, ativistas se reuniram no Recife para discutir esse compromisso.

O coordenador do evento, Jair Brandão, informou que 75 ativistas estiveram no encontro, cujos temas abordados foram políticas nacionais e regionais de saúde pública; vulnerabilidade dos gays, homens que fazem sexo com homens e transgêneros frente ao HIV; violência de gênero; discriminação nos países de Língua Portuguesa; acesso ao tratamento antirretroviral no País; pesquisas em vacinas, entre outros.

“Criamos três GTs (Grupos de Trabalho) para discutir as questões que envolvem a sustentabilidade do movimento de luta contra a aids neste novo cenário de recursos financeiros, direitos humanos e qualidade de vida das pessoas vivendo com HIV, e advocacy”, especificou Jair.

Segundo o ativista pernambucano, um documento sobre como a sociedade civil pretender monitorar aas metas estabelecidas na ONU será apresentado na 14ª Conferência Nacional de Saúde (30 de novembro a 4 de Dezembro em Brasília) e 16º Encontro Nacional de ONG/Aids (11 a 14 de novembro em Belém).

Participaram do evento o diretor do Programa Conjunto das Nações Unidas para o HIV e Aids (Unaids) no Brasil, Pedro Chequer; Ivo Brito, do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde; Alessandra Nildo, da ONG Gestos – Soropositividade, Comunicação & Gênero, entre outros.

UNGASS

Entre 8 e 10 de junho, representantes dos Estados-membros da Assembleia Geral das Nações Unidas se encontraram em Nova York para fazer um balanço do enfrentamento do HIV e aids (a UNGASS, em inglês), com base nos compromissos selados na primeira reunião, em 2006.

A metas estabelcidas no UNGAS envolvem o acesso universal à prevenção, ao tratamento e à assistência das pessoas com HIV e aids.
O VII Fórum UNGASS/Aids- Brasil foi organizado pela ONG Gestos – Soropositividade, Comunicação e Gênero com o apoio da Fundação Ford e do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais.

Acesse aqui a Declaração Política sobre HIV/Aids.

Talita Martins/Agência Aids – 25.10.2011

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

  • Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

    Junte-se a 24 outros seguidores

%d bloggers like this: