Moçambique testa nova vacina contra tuberculose


O Centro de Investigação em Saúde da Manhiça (CISM) iniciou há pouco mais de dois meses um estudo científico de uma nova vacina contra a tuberculose que, numa primeira fase, envolve um universo de 14 crianças recrutadas naquele distrito da província do Maputo, Sul de Moçambique.

Trata-se da nova vacina denominada AERAS 402, financiada pela “Aeras TB Global Fund”, que está a ser testada em voluntários de idade inferior a três anos, do distrito da Manhiça, visando aferir se a criança é capaz de produzir anticorpos que a protejam da tuberculose.

KIizito Gondo, responsável pelos Programas da Tuberculose no CISM, disse que o estudo ora em curso está ainda na fase de segurança e, para o efeito, as 14 crianças envolvidas receberam duas doses da vacina, a primeira no dia do início do estudo e a segunda passados 28 dias.

“Depois de um período de dois meses serão feitas outras análises para apurar se a vacina é eficaz ou não a nível do laboratório. A ideia é ver se as crianças podem produzir anticorpos que as protejam contra a tuberculose”, explicou Gongo, apontando que o estudo da AERAS 402 não veda a administração da BCG e as outras do Programa Alargado de Vacinação (PAV).

A nova vacina, segundo a fonte, se for comprovada substituirá a vacina da BCG que neste momento está mostrar algum fracasso e nalguns casos a prejudicar as pessoas, pois a eficácia em si deixou de ser total e completa como qualquer outra, daí a necessidade de ser substituída.

Além de Moçambique, a nova vacina está, neste momento, a ser testada em países como África do Sul, Quénia e Uganda que vão trabalhar igualmente no estudo da vacina.

Kizito Gondo disse ainda que até ao final das diversas fases do estudo serão envolvidas mil crianças, cuja participação é de carácter voluntário, para o desenvolvimento da ciência.

O Centro de Investigação em Saúde da Manhiça (CISM) é uma instituição de pesquisa, criado em 1996, cuja missão é impulsionar e conduzir investigação biomédica em áreas prioritárias de saúde para promover e salvaguardar a saúde da população.
O CISM é um dos membros fundadores da rede internacional INDEPTH (International Network for Continuous Demographic Evaluation of Population and their Health), que congrega 42 países que usam o sistema de vigilância demográfica em 19 países em África, Ásia e América Central. 

jornalnoticias.co.mz – 26.10.2011

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

  • Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

    Junte-se a 24 outros seguidores

%d bloggers like this: