Dor crónica afecta quase um terço da população portuguesa


Quase um terço da população portuguesa é afectada pela dor crónica, um problema que poderia ser diminuído com formação dos profissionais de saúde e com uma rede de referenciação, defende a Associação para o Estudo da Dor (APED), avança a agência Lusa.

 

No Dia Nacional de Luta Contra a Dor, que se assinala esta sexta-feira, a associação lembra, em comunicado, que as estimativas apontam para cinco mil milhões de pessoas em todo o mundo a viver em países com insuficiente acesso ao tratamento da dor.

 

Em Portugal, onde o custo anual da dor crónica é de mais de três mil milhões, são apontados vários problemas: “inexistência formal de uma rede de referenciação”, “deficiências de formação na área” e “resignação das pessoas em relação ao fenómeno”.

 

“Uma questão que limita ou dificulta o adequado tratamento da dor são os mitos associados à prescrição de opióides pelos profissionais de saúde, ou pelos pacientes, o que coloca Portugal num dos países da Europa com maior resistência à utilização destes fármacos”, comenta o presidente da APED, Duarte Correia.

 

O responsável estima que a extinção do receituário especial para os opióides, que actualmente existe, possa vir a ajudar a combater o estigma da prescrição destes medicamentos.

 

A dor crónica, que afecta 30% da população portuguesa, pode ser definida como um estado de dor persistente. A osteoartrose, lombalgia crónica e artrite reumatóide são as causas mais frequentes de dor crónica.

Lusa – 14.10.2011

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

  • Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

    Junte-se a 24 outros seguidores

%d bloggers like this: