Brasil: Contra transmissão vertical do HIV, cidade de SP oferece remédio para inibir amamentação


Se por um lado, o Brasil tem regiões onde a taxa  da transmissão vertical do HIV ainda é bem alta (Veja aqui), em algumas cidades, como Curitiba, São Paulo, Sorocaba e Vitória da Conquista, por exemplo, essa taxa é menor que 1%, segundo o Ministério da Saúde.

Na capital paulista, além das medidas profiláticas recomendadas pelo governo federal durante o pré-natal e parto, quando uma mulher que vive com o vírus da aids dá luz, ela recebe um remédio que inibe a amamentação, impedindo assim a transmissão do HIV pelo leite materno. E para evitar a desnutrição, elas ganham também um produto lácteo para alimentar a criança.

“A amamentação é um instinto materno. Por isso essa inibição é importante”, explicou o coordenador do Programa de DST/Aids paulistano, Celso Galhardo Monteiro. Segundo ele, até o final do ano passado, 270 crianças com aids foram registradas na cidade e 97 com HIV. “É um número bom, dentro da média nacional”, disse.

A transmissão vertical do HIV vem caindo a cada ano na cidade. Em 2000, por exemplo, o índice de crianças com até cinco anos de idade com aids era de 17,7 casos para cada 100 mil habitantes. Em 2007, ano em que foi feita a última pesquisa, caiu para 1,7.

Médico especialista em ginecologia e obstetrícia, Celso explica que se a gestante com HIV seguir todas as recomendações dos profissionais da saúde, a chance de transmitir o vírus para o filho é nula.

Agência Aids – 12.10.2011

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

  • Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

    Junte-se a 24 outros seguidores

%d bloggers like this: