Boehringer cede compostos para o VIH para se focar na hepatite C


A Boehringer Ingelheim assinou um acordo em que cede à Gilead Sciences os direitos mundiais exclusivos para uma grande parte da sua carteira de VIH, avança o site InPharm.

O acordo permitirá que a Boehringer se concentre noutras áreas da sua carteira de virologia, em especial a hepatite C, em que o seu principal composto experimental – BI 201335 – avançou para ensaios clínicos de Fase III no início deste ano.

 

O acordo com a Gilead, já uma força dominante no mercado do VIH, prevê que a empresa com sede na Califórnia assuma o desenvolvimento e dos compostos inibidores de integrase não-catalíticos da Boehringer em troca de um pagamento adiantado não revelado.

Os compostos – incluindo o BI 224436, que foi avaliado num estudo de Fase Ia de escalonamento de dose – têm como alvo parte do vírus VIH responsável pela incorporação de ADN viral no genoma humano.

O director científico da Gilead, Norbert Bischofberger, diz os produtos da Boehringer complementam os programas de desenvolvimento da própria Gilead.

“Estamos ansiosos para progredir com o BI 224436 ou outros compostos em desenvolvimento clínico”, acrescentou.

O interesse da Gilead decorre do facto de que os compostos da Boehringer se diferenciam da actual classe de inibidores de integrase. Isso significa que podem oferecer aos doentes um tipo diferente de resistência do Isentress® (raltegravir) da Merck ou do elvitegravir da própria Gilead. A Boehringer poderá ainda receber pagamentos adicionais e royalties se o negócio for bem sucedido.

“O interesse genuíno das duas companhias em fazer avançar a investigação e desenvolvimento em virologia é reflectido pelo objectivo desta colaboração de atender às necessidades não atendidas dos doentes”, disse o vice-presidente sénior de medicina da Boehringer, Klaus Dugi.

 

“Enquanto a Gilead irá conduzir o desenvolvimento clínico dos inibidores de integrase do VIH, nós vamos concentrar os nossos esforços de desenvolvimento de outros compostos do nosso pipeline virologia, particularmente do nosso portefólio na hepatite C”, acrescentou.

A marca Atripla® da Gilead, desenvolvida através de uma colaboração com a Bristol-Myers Squibb, é a terapia-padrão de primeira linha para o VIH.

Enquanto isso, os reguladores europeus recomendaram recentemente a aprovação do tratamento para o VIH de uma toma diária da Boehringer, o Viramune® (nevirapina).

RCMPharma – 13.10.2011

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

  • Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

    Junte-se a 24 outros seguidores

%d bloggers like this: