Ministro angolano da saúde na reunião da ONU sobre doenças crónicas não transmissíveis


O ministro angolano da saúde considera que o problema das doenças crónicas não transmissíveis deve ser levado a sério pelo Governo e cidadãos obrigados a mudar o seu estilo de vida e hábitos alimentares.

José Van – dúnem disse que esta situação é mais grave em países, como Angola, em que, por um lado as doenças transmissíveis como a Malária, SIDA, Tuberculose, embora estejam a dimimuir de peso, ainda não desapareceram.
“Então, nos nossos casos, não será o peso das doenças crónicas, mas o duplo peso, as doenças transmissíveis que ainda não estam completamente desaparecidas, embora a tendência seja muito positiva em que se assiste uma melhoria, e o crescimento exponencial das doenças crónicas”, disse
As doenças transmissíveis estão muito relacionadas com o estilo de vida, com o que se come, com a prática ou não de exercícios físicos, com a quantidade a qualidade das bebidas alcoolicas que engerimos, bem como com a maneira com que se é capaz de gerir o stress, disse.
Assim, as pessoas pobres com hipertensão, cancro e diabetes, morrem mais cedo, por causa do elevado custo dos tratamentos.
“Temos que ajudar as pessoas a poderem tratar dessas doenças, estamos a trabalhar para a dimunuição do preço dos anti-hipertensivos, dos diabéticos, e fundamentalmente, aumentar a diversidade de medicamentos para essas doenças”.
O Ministro angolano da saúde vai representar o governo angolano na reunião de alto nível sobre doenças crónicas não transmissíveis, Segunda – feira, 19/09, em Nova Iorque. Outra Cimeira sobre a participação das mulheres na política também será realizada antes da reunião da Assembleia – geral das Nações Unidas.
Doenças respiratórias, a hipertensão, cancro, e a diabetes mataram mais de trinta e seis milhões de pessoas nos últimos três anos. A OMS estima que outros milhares deverão morrer este ano caso não sejam aprovadas as medidas de controlo e prevenção.
Oitenta por cento destas mortes poderão ocorrer em países de baixa e média renda, como Angola, onde as doenças crónicas representam um problema de saúde pública.
De notar que, o Vice – presidente da República Fernando da Piedade Dias Dos Santos irá representar o Presidente angolano, ao evento.
Canal A – 19.09.2011

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

  • Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

    Junte-se a 24 outros seguidores

%d bloggers like this: