Investigador alemão conta a estudantes do Porto como salvou americano de VIH


O hematologista e investigador alemão Gero Hüetter esteve sexta-feira em Portugal para contar aos estudantes da Universidade do Porto como curou do vírus da sida o norte-americano Timothy Brown, que está há quatro anos e meio sem vestígios da doença, avança a agência Lusa.

 

O investigador participou no VI Young European Scientist Meeting (YES Meeting), evento científico que decorreu na Fundação António de Almeida (Porto), com o intuito de apresentar aos estudantes e jovens cientistas as novidades recentes na área do combate ao VIH e medicina molecular no tratamento de doenças.

 

Em entrevista à Lusa, Hüetter afirmou que o paciente Timothy Brown, hoje com 43 anos de idade, chegou ao hospital com “leucemia e VIH”, mas, depois de um transplante de medula óssea especial, está sem vestígios da doença “há quatro anos e meio”.

 

A terapia utilizada envolveu quimioterapia, radioterapia [para destruir o maior número possível das suas células doentes] e um transplante de medula óssea – cujo dador possuía uma mutação rara, que elimina das próprias células a proteína CCR5, responsável pela entrada do VIH nas células de defesa do organismo, explicou.

 

Hüetter, que recebeu em 2010 o prémio “Aids Policy Project”, de São Francisco, pela “primeira cura funcional do VIH”, explicou à Lusa que na Europa só entre um a três por cento da população é que tem uma protecção natural contra a infecção com o vírus da sida, porque têm uma “mutação genética”.

 

Essa mutação genética, denominada delta 32, pode ter aparecido na sequência de uma epidemia viral ocorrida no continente europeu há cerca de mil anos.

 

O YES Meeting continua no sábado, destacando-se a participação do cirurgião norte-americano Robert A. Montgomery, reconhecido internacionalmente, e que vai falar de cirurgia por orifícios naturais, e de uma das suas aplicações na transplantação renal.

 

O evento, que contou com a participação de 400 jovens cientistas de 37 nacionalidades, encerrou no domingo, depois de um simpósio sobre envelhecimento, que contou com a presença de Rudy Westendorp, director executivo da Leyden Academy on Vitality and Ageing).

Lusa – 19.09.2011

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

  • Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

    Junte-se a 24 outros seguidores

%d bloggers like this: